CURSOS APLICADOS EM PRÁTICA JURÍDICA POR MEIOS ELETRÔNICOS E VIRTUAIS – Novas Perspectivas de utilização da Internet

Aplicações em todas as áreas do Direito

Questionar inclusão digital não é apenas definir quem está ou não conectado.
É procurar alternativas para o inserimento na comunidade jurídica virtual como meio necessário ao progresso profissional.
Curso voltado a todos os operadores do Direito que necessitam de uma atualização em seus conhecimentos nos novos caminhos traçados pela Internet.
Baseado na busca de soluções doutrinárias, legislativas, jurisprudenciais e todos os mecanismos de pesquisa existente na Internet.

Os Cursos de "PRÁTICA JURÍDICA POR MEIOS ELETRÔNICOS E VIRTUAIS – Novas Perspectivas de utilização da Internet" se propõem a estimular os profissionais do Direito na descoberta de modelos de pesquisa, trazendo elementos fundamentais para elaboração de um plano direcionador em conceitos de usuabilidade, navegabilidade e compatibilidade, tornando-o apto e seguro na obtenção dos resultados.

Requer-se, hoje, do profissional do Direito não só o conhecimento de leis, mas um verdadeiro conteúdo de praticidade e rapidez na pesquisa de informações, um arcabouço quase enciclopédico de dados, possibilitando uma melhor compreensão dos vários conflitos que podem, com habilidade apresentar a solução, caso saiba aproveitar o que está a sua disposição na Internet.

Com efeito, podemos afirmar que a Rede Mundial levou a integração social, cultural e econômica para dentro dos Tribunais e Escritórios, com repercussões imediatas na forma de se pensar o Direito.

Um dos grandes desafios de nosso tempo é a possibilidade de substituir documentos em papel por documentos eletrônicos, e a dificuldade em portar os documentos para o meio eletrônico reside em atribuir-lhes segurança comparável à que se obtém dos documentos físicos.

Partindo da premissa que nenhuma barreira física ou técnica pode ser considerada intransponível e, para merecer a confiança de toda a sociedade, e em especial, da Advocacia e dos Tribunais, é que o projeto desse Curso mostra de forma clara e precisa os elementos fundamentais de segurança exigidos pelos Tribunais no peticionamento eletrônico, na mais completa transparência de seus procedimentos. Documentos eletrônicos e assinaturas digitais devem ser considerados documentos, no sentido jurídico da expressão, segundo tem sido afirmado pela doutrina nacional e internacional.

O sistema de transmissão eletrônica de atos processuais no ordenamento jurídico nacional requer que tenhamos um prévio conhecimento de todos nuances e peculiaridades atribuídas por cada entidade, tanto no seu conteúdo, quanto na sua formalização. Somados todos estes fatores, e considerando que estas são certamente a primeira experiência em uso operacional, propo-mo-nos a estimular os profissionais do Direito nas mais diferentes áreas de atuação na percepção e descoberta desses elementos fundamentais exigidos para a obtenção desses resultados.